<$BlogRSDURL$>

 

 

 

   

 
 

terra da alegria


 
 
timshel guia dos perplexos cibertúlia poesia distribuída na rua a bordo baixa autoridade
 
     

quarta-feira, fevereiro 8

 

If it's not Love / then it's the Bomb / that will bring us together*

1. Anda toda a gente muito susceptível. Não apenas os vizinhos islâmicos, que são muito sensíveis ao que diz qualquer publicação da mais obscura imprensa escandinava, mas também os cartoonistas da nossa praça, que subitamente se viram promovidos a filósofos da garatuja.
No programa Prós & Contras, da RTP 1, o desenhador António explicou demoradamente a épica e heróica semana que teve aquando da publicação do seu cartoon do Papa João Paulo II com um preservativo no nariz. O seu momento de glória deveu-se a uma caricatura (já reproduzida nesta Terra) de bom traço, mas cuja piada subjacente é digna do pior dos Malucos do Riso. Parece que o autor pretendia mostrar uma crítica qualquer que, do alto da sua ignara arrogância, descortinava que talvez pudesse ser o entendimento da Igreja quanto ao uso do preservativo.

2. Mas, na verdade, mais triste é a posição do nosso querido governo. Cheio de ponderação e respeitinho (que é muito bonitinho), o Ministro dos Negócios Estrangeiros emitiu ontem a seguinte declaração: «Portugal lamenta e discorda da publicação de desenhos e/ou caricaturas que ofendem as crenças ou a sensibilidade religiosa dos povos muçulmanos.
A liberdade de expressão, como aliás todas as liberdades, tem como principal limite o dever de respeitar as liberdades e direitos dos outros.
Entre essas outras liberdades e direitos a respeitar está, manifestamente, a liberdade religiosa - que compreende o direito de ter ou não ter religião e, tendo religião, o direito de ver respeitados os símbolos fundamentais da religião que se professa.
» (note-se a ausência de algum lamento e discordância quanto à livre expressão exercida pelos fanáticos muçulmanos que apedrejam e incendeiam embaixadas e símbolos nacionais dos outros países)
«Para os católicos esses símbolos são as figuras de Cristo e da sua Mãe, a Virgem Maria.
Para os muçulmanos um dos principais símbolos é a figura do Profeta Maomé.
» (nota técnica)
«Todos os que professam essas religiões têm direito a que tais símbolos e figuras sejam respeitados». (e como? O Governo vai proibir as centenas de filmes, livros, publicações, discos, que “não respeitam” as figuras de Cristo e de Sua Mãe, a Virgem Maria”? Ou, de cada vez que é editado um desses sinais desrespeitadores e que ofendem a crença ou sensibilidade religiosa de um povo, seja no nosso país, na Dinamarca, ou em qualquer outro lado, vai emitir uma declaração?)
«A liberdade sem limites não é liberdade, mas licenciosidade.» (sic)
«O que se passou recentemente nesta matéria em alguns países europeus é lamentável porque incita a uma inaceitável «guerra de religiões» - ainda por cima sabendo-se que as três religiões monoteístas (cristã, muçulmana e hebraica) descendem todas do mesmo profeta, Abraão.» (Segunda nota técnica. Ficamos também a saber que, para o Governo, o que é lamentável é "o que se passou recentemente nesta matéria em alguns países europeus".)

Carlos Cunha
* Ask, The Smiths, 1987.
Comments:
Caro Carlos Cunha.

Evidente!

Numa multiculturalidade, calar o que choca a sensibilidade de alguns é, no limite, calar todas as sensibilidades.

É evidente que para os casos concretos há interesses e estratégias economicas, políticas, e até religiosas... mas em termos de princípios da convivência e da dialogalidade, assim como de resultados de legislar e policiar respeitos e desrespeitos... estamos no puro disparate...

É também evidente que a expressividade inclui incitações à violência e calúnias, mas tudo o que passa da avaliação "linguística" de directamente ser uma incitação ou uma calúnia, é caminho para o amordaçamento global.

Um abraço.

PS: Eu ando um bocado irritado com esta questão, mas quando me passar e simultaneamente devido a ela, farei um post que a reflicta, e porventura linkarei este seu post, posso?...
 
Claro, Vítor. Fico muito lisonjeado.
Um abraço.
 
Assinem o protesto em http://liberdade.home.sapo.pt
 
Enviar um comentário

sementes da terra
 
mail
 
 
anteriores
04.2004
05.2004
06.2004
07.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
12.2006
 

 

 
 

terra da alegria. 2004.


 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?