<$BlogRSDURL$>

 

 

 

   

 
 

terra da alegria


 
 
timshel guia dos perplexos cibertúlia poesia distribuída na rua a bordo baixa autoridade
 
     

quarta-feira, fevereiro 22

 

A fé, a esperança e a caridade

O ponto 39 da primeira Encíclica do Papa Bento XVI é o último ponto antes da secção com a qual o Papa conclui a Encíclica. Nele, o Papa escreve sobre as três virtudes teologais: a fé, a esperança e a caridade:

"A fé, a esperança e a caridade caminham juntas. A esperança manifesta-se praticamente nas virtudes da paciência, que não esmorece no bem nem sequer diante de um aparente insucesso, e da humildade, que aceita o mistério de Deus e confia n'Ele mesmo na escuridão. A fé mostra-nos o Deus que entregou o seu Filho por nós e assim gera em nós a certeza vitoriosa de que isto é mesmo verdade: Deus é amor! Deste modo, ela transforma a nossa impaciência e as nossas dúvidas em esperança segura de que Deus tem o mundo nas suas mãos e que, não obstante todas as trevas, Ele vence, como revela de forma esplendorosa o Apocalipse, no final, com as suas imagens impressionantes. A fé, que toma consciência do amor de Deus revelado no coração trespassado de Jesus na cruz, suscita por sua vez o amor. Aquele amor divino é a luz — fundamentalmente, a única — que ilumina incessantemente um mundo às escuras e nos dá a coragem de viver e agir. O amor é possível, e nós somos capazes de o praticar porque criados à imagem de Deus. Viver o amor e, deste modo, fazer entrar a luz de Deus no mundo: tal é o convite que vos queria deixar com a presente Encíclica."

A fé como "certeza vitoriosa de que isto é mesmo verdade: Deus é amor!".

A esperança "manifesta-se praticamente nas virtudes da paciência".

A caridade é o amor concretizado em comportamentos, "aquele amor divino" que "é a luz — fundamentalmente, a única — que ilumina incessantemente um mundo às escuras e nos dá a coragem de viver e agir".

"O amor é possível, e nós somos capazes de o praticar porque criados à imagem de Deus. Viver o amor e, deste modo, fazer entrar a luz de Deus no mundo: tal é o convite que vos queria deixar com a presente Encíclica."

Mas, como escreveu São Paulo, de todas as virtudes, a caridade, isto é, o amor, é a maior de todas.

Como ainda recentemente referiu Sua Santidade, o Papa Bento XVI, na sua mensagem para a Quaresma de 2006, caridade é também a denúncia das "carências materiais dos que são privados do mínimo vital, e as carências morais dos que são mutilados pelo egoísmo (...), as estruturas opressivas, quer provenham dos abusos da posse ou do poder, da exploração dos trabalhadores ou da injustiça das transacções"

Timshel (
TIMSHEL)
Comments:
Obrigada pelos conhecimentos que aqui vou adquirindo, o que para mim é fundamental, para estar preparado para responder a todas as dúvidas, que nos vão pondo.
Um abraço Ricky
 
A encíclica de Bento XVI surpreendeu-me pela sua franqueza, coisa rara nos meios eclesiásticos.
Entretanto soube hoje que morreu aquele cardeal que foi exilado para o Arizona pelas tropelias que praticou no Vaticano. Recuso-me a escrever o seu nome.
Que a terra lhe seja leve como a Serra da Estrela. Por estes dias deve ter havido festa no Inferno.
 
Enviar um comentário

sementes da terra
 
mail
 
 
anteriores
04.2004
05.2004
06.2004
07.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
12.2006
 

 

 
 

terra da alegria. 2004.


 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?