<$BlogRSDURL$>

 

 

 

   

 
 

terra da alegria


 
 
timshel guia dos perplexos cibertúlia poesia distribuída na rua a bordo baixa autoridade
 
     

quarta-feira, outubro 26

 

Deus está no Outro

A conversão é uma mudança nas atitudes (uma revolução permanente, diriam uns), um virar das direcções do olhar, motivada pela fé de cada crente. Uma mudança interior que se reflecte num olhar para fora, numa dádiva. Porque se, para um cristão, Deus habita nas consciências de cada um, o lugar primário de Deus encontra-se no Outro, nas pessoas dos outros.
Diz-nos Jesus que «se estiveres para fazer a tua oferta no altar e te lembrares de que o teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa a tua oferta ali diante do altar e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão» (Mt 5, 23-24). E ensina-nos S. Paulo: «ninguém procure satisfazer os seus próprios interesses, mas os do próximo» (1 Cor 10,24).
E de entre os outros, em primeiro lugar, numa opção preferencial, como lhe chama a Igreja, estão os mais frágeis de todos: os pobres, os excluídos, as crianças: «de cada vez que o fizestes a um desses meus irmãos mais pequeninos, foi a mim que o fizestes» (Mt 25, 31-46).

Ou, de outra maneira: que diferença faz na minha vida, eu crer? E que diferença faz na vida do meu próximo? Se não faz nenhuma diferença, se olho mais para mim que para fora de mim, se "amo a Deus" mas tenho dificuldade em amar os homens, se ter fé não se manifesta nos meus actos, nas circunstâncias da minha vida, para que serve? Para um conforto espiritual? Para um estéril "conhecer-me a mim mesmo", para um refinar dos meus sentimentos? Para quê? Para quê?

No fundo, partilho a agonia do cristianismo de que falava o José na semana passada, sem o conseguir expressar com a mesma clareza. É que a mim, além das palavras, vai-me faltando a fé.

Carlos Cunha [A QUINTA COLUNA]

sementes da terra
 
mail
 
 
anteriores
04.2004
05.2004
06.2004
07.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
12.2006
 

 

 
 

terra da alegria. 2004.


 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?