<$BlogRSDURL$>

 

 

 

   

 
 

terra da alegria


 
 
timshel guia dos perplexos cibertúlia poesia distribuída na rua a bordo baixa autoridade
 
     

quarta-feira, setembro 7

 

Um sopro divino

Não foi só a Al Qaida a considerar que o furacão Katrina, que devastou Nova Orleães, foi «um castigo de Deus». «Deus atacou a América e as orações dos oprimidos foram atendidas», segundo aquela interpretação muito particular da acção de Deus na história dos homens.
Também ministros cristãos partilham este entendimento, embora atribuam outras razões que terão levado Deus a orientar o furacão para Nova Orleães em particular. O Reverendo Bill Shanks, pastor evangélico do New Covenant Fellowship de Nova Orleães, proclama as maravilhas divinas do furacão Katrina: «Agora Nova Orleães está livre de abortos. Agora Nova Orleães está livre do Carnaval. Agora Nova Orleães está livre da festa "Southern Decandence" e dos sodomitas, dos bruxos, da falsa religião - está livre de todas essas coisas agora. Acredito que Deus simplesmente, em sua misericórdia, purificou a cidade de tudo isso - e agora nós vamos começar tudo de novo».
O digníssimo ministro baptista esqueceu-se de referir que Deus deixou que os meios de comunicação social tenham avisado da proximidade dos ventos que, por sua vez tinham sido acompanhados desde o início pelas estações metereológicas. Deste modo, ele, muitos membros da sua igreja e outros brancos com recursos puderam sair da cidade a tempo. Os outros, pobres e negros, ficaram para trás. Não por serem negros, mas por serem pobres e não terem transporte próprio ou dinheiro para fugirem da tragédia. Ficaram para trás, sem casa, com fome e sede, porque o governo federal não agiu nem mandou evacuar a cidade antes do furacão bater à porta. E vetou as verbas para a manutenção dos diques. E... Mas isso não é religião, é política.
Religião é outra coisa. É dizer que Nova Orleães está a sofrer devido aos pecados cometidos pelos pobres negros que lá habitam. Esses pobres pagãos, promíscuos, pecadores de toda a ordem. Esses descendentes de outros com os quais Jesus Cristo comia à mesa em alegres festas há 2000 anos.

Carlos Cunha [A QUINTA COLUNA]

sementes da terra
 
mail
 
 
anteriores
04.2004
05.2004
06.2004
07.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
12.2006
 

 

 
 

terra da alegria. 2004.


 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?