<$BlogRSDURL$>

 

 

 

   

 
 

terra da alegria


 
 
timshel guia dos perplexos cibertúlia poesia distribuída na rua a bordo baixa autoridade
 
     

quarta-feira, maio 4

 

Bento XVI, uma hipótese

Tese: "A partir de um ou vários pressupostos, é possível construir um mundo dogmático (como é o caso do mundo neo-liberal ou do mundo marxista), de uma grande beleza e coerência. Neste tipo de mundos, existem respostas peremptórias para tudo e tudo é de uma solidez magnífica, recheada de detalhes que contribuem para a imponência do edífico. Mas o cristianismo não é só lógica. O cristianismo tem subjacente a lógica do amor. E essa é incompatível com a lógica das inumeráveis grandes, pequenas e pequeninas certezas absolutas." [Timshel]

Antítese: "Aos nossos ouvidos, o sopro era outro - e, creio, aos ouvidos não apenas de católicos ditos progressistas, mas a ouvidos mais "conservadores" de pessoas simples, que prefeririam eventualmente um Papa menos frio, mais próximo das pessoas - como foi o bom João XXIII ou o afectuoso João Paulo II." [Miguel]

Síntese: "Receber o Espírito Santo não significa, portanto, ser objecto de um contecimento mágico, pelo contrário: trata-se da abertura interior à mensagem e, portanto, a Deus e ao seu Cristo crucificado, permitindo assim que o Espírito de Deus e de Cristo Jesus se apodere de nós. Crer no espírito Santo, no Espírito de Deus e de Cristo Jesus, implica crer no Espírito da liberdade. Porque, como diz Paulo, “onde está o Espírito do Senhor, aí está a liberdade” (2 Cor 3, 17): liberdade de culpa, da lei e da morte; liberdade na Igreja e no mundo; liberdade para agir, para amar, para viver com paz, justiça, alegria, esperança e gratidão. E isto, apesar de todos os obstáculos e coacções existentes na Igreja e na sociedade, apesar de todas as deficiências e fracassos. No entanto, sei que nesta liberdade do Espírito posso encontrar sempre valor, apoio, força e consolo, tal como foram encontrados por inúmeros anónimos nas suas grandes e pequenas decisões, medos, perigos, ânsias e esperanças." [Hans Kung, por Rui Almeida]

Hipótese: podemos baralhar estes três excertos - ou os textos completos de onde eles vêm, publicados aqui na semana passada - dando-lhes outra ordem (outra tese, outra antítese, outra síntese, não se ofendam os meus confrades), para perceber que os caminhos da Igreja de Cristo, nos dias de hoje, nos dias de Bento XVI, compõem-se de múltiplas possibilidades. Mas, afinal, os caminhos desta Igreja sempre foram assim: portas que se abrem com cuidado, outras que se fecham com estrondo. Mas, sempre o disse, em especial a amigos meus não-crentes: é-me fácil apresentar-me como um católico "liberal" ou "progressista" ou "não-conservador", conforme gostos e públicos, mas mais difícil é ser Igreja também nesta Igreja. Daí o grito simples enunciado no nome do Movimento Nós Somos Igreja... Podíamos acrescentar (como fiz, num comentário à eleição de Bento XVI) nós também somos Igreja.

E, por entre as brumas das dúvidas, podemos afirmar que ao também ser Igreja nesta Igreja estamos afinal a assumir a possibilidade de com todos construir um outro mundo melhor. E desta vez, sublinho-o, o todos é inclusivo dos meus irmãos cristãos, católicos, apostólicos, romanos.


Miguel Marujo [CIBERTÚLIA]

sementes da terra
 
mail
 
 
anteriores
04.2004
05.2004
06.2004
07.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
12.2006
 

 

 
 

terra da alegria. 2004.


 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?