<$BlogRSDURL$>

 

 

 

   

 
 

terra da alegria


 
 
timshel guia dos perplexos cibertúlia poesia distribuída na rua a bordo baixa autoridade
 
     

quarta-feira, abril 27

 

O Livro da Selva

Let´s start a catholic blog!
Cleared of beatific literature!
We want something red blooded,
loud and pure,
reeking with stark
and fearlessly obstinate
but really clean.
Get what we mean?
And let´s not spoil it.
Let´s make it serious,
something authentic but delirious.
You know, something genuine,
like tears in a shrine.
Graced with guts
and gutted with Grace!
Squeeze your thoughts
and open your faith!

(adaptado de e.e. cummings aqui por este vosso amigo)

Quando há um ano e picos andávamos a pensar naquilo que iria ser a Terra da Alegria, encontrei num livro da editora Cavalo de Ferro uma adaptação de um poema de e.e.cummings sobre a “publishing house” que aqueles editores quiseram, e muito bem, fazer. Numa súbita inspiração fiz eu também a minha adaptação desse poema aplicado àquilo que eu, o Carlos, o Fernando, o Rui, o Tim e o Miguel queríamos fazer da Terra da Alegria: um blogue católico e não beato, turbulento mas limpinho, heterodoxo mas não relativista, sério mas aberto ao delírio, e acima de tudo, genuíno e autêntico.
Um pouco mais tarde, surgiu a excelente ideia de abrirmos a participação a outros bloggers, católicos e não católicos, crentes e não crentes, mas nos quais reconhecíamos qualidades que rareiam tanto mais quanto são necessárias: honestidade intelectual, espírito aberto, atenção pelo outro. E foi assim que se criou a edição que é de 2ª feira mas de 1ª qualidade, com o Lutz, o Zé Filipe, o Marco, o Vítor Vicente, o Afonso Cruz, a Marvi, o Porfírio, o Bernardo Motta, a Milene Fernandes, o Zé Maria Brito e outros ainda, mais ocasionais.
Ao fim dum ano, de 88 edições, de mais de 300 artigos, não faço a mínima ideia de qual seja a projecção que a Terra da Alegria alcançou na blogosfera. Nem ela me interessa sequer, até porque suspeito que não seja muita. Não, ao fim deste tempo todo, aquilo que me deu e dá verdadeiramente gozo é a Terra ter sido sempre um espaço de liberdade espiritual, de originalidade literária, de unidade e diversidade, de amizade e divertimento. Nunca nos tomámos excessivamente a sério e penso que também nunca ninguém nos tomou...
Mas em todo o caso penso que o programa inicial foi cumprido e renovo hoje para mim e os meus colegas aquelas palavras: graced with guts and gutted with Grace, squeeze your thoughts and open your faith! E agora que termino esta epístola congratulatória, justo é referir aqui a inspiração que fez começar: os Animais Evangélicos do Tiago Cavaco y sus muchachos. Bom seria que eles voltassem...

José [GUIA DOS PERPLEXOS]

sementes da terra
 
mail
 
 
anteriores
04.2004
05.2004
06.2004
07.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
12.2006
 

 

 
 

terra da alegria. 2004.


 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?