<$BlogRSDURL$>

 

 

 

   

 
 

terra da alegria


 
 
timshel guia dos perplexos cibertúlia poesia distribuída na rua a bordo baixa autoridade
 
     

quarta-feira, julho 14

 

BREVE MEMÓRIA DAS PALAVRAS E ACTOS (na morte de Maria de Lourdes Pintasilgo e Sophia de Mello Breyner)

«Não soubéssemos nós que a busca se interrompeu, e diríamos que Sophia continua a sonhar o que sempre desejou: "Um país liberto/ Uma vida limpa/ Um tempo justo"».
Quem assim escreveu foi Maria de Lourdes Pintasilgo sobre (e a citar) Sophia de Mello Breyner Andresen. Ironia do destino: este belo epitáfio foi publicado no sábado passado no «Mil Folhas» do Público, o dia da morte de Pintasilgo.
Mas o destino não é para aqui chamado - nunca é. Retomemos as palavras de uma e outra, ainda no mesmo texto: «A criação aqui não é só uma metáfora mas a sua própria maneira de ver o mundo. Por isso, a denúncia se torna mais instante: "Com fúria e raiva acuso o demagogo/ Que se promove à sombra da palavra/ E da palavra faz poder e jogo/ E transforma as palavras em moeda/ Como se fez com o trigo e a terra"».
As palavras que Maria de Lourdes escolheu de Sophia são afinal eco da sua vida - e das suas escolhas. Quem se não Maria de Lourdes podia escolher os caminhos menos fáceis e menos óbvios para trilhar uma outra ética na política: «Dimensões da mudança» é o título de um dos seus livros, que se concretiza - a partir do trabalho de uma comissão das Nações Unidas que reflectiu sobre o desenvolvimento - no apelo único (pela ousadia, apesar da aparente facilidade) que é «Cuidar o futuro». O futuro de todos que começa onde começa também o futuro dos outros: cuidar do próximo que nos é próximo.
Ou ainda Sophia: «Com fúria e raiva acuso o demagogo/ E o seu capitalismo das palavras». Palavras levam-nas o vento. E o que fica da vida de Maria de Lourdes Pintasilgo é antes a generosidade que colocava em cada acto. Com fúria e raiva, com serenidade e tranquilidade. E por isso em cada gesto pôs solenidade e risco, dizia Sophia.

Miguel Marujo (CIBERTÚLIA)

sementes da terra
 
mail
 
 
anteriores
04.2004
05.2004
06.2004
07.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
12.2006
 

 

 
 

terra da alegria. 2004.


 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?