<$BlogRSDURL$>

 

 

 

   

 
 

terra da alegria


 
 
timshel guia dos perplexos cibertúlia poesia distribuída na rua a bordo baixa autoridade
 
     

quarta-feira, junho 30

 

DE NOVO A ATENÇÃO

Antecipadamente peço desculpa por este texto que se limita a repetir coisas que já disse anteriormente (a sua única vantagem é que é pequeno e, consequentemente, é de fácil leitura).

"(...) o tipo de atenção reveladora da consciência requer um período de tempo prolongado e uma concentração sobre objectos apropriados. (...) Tanto a consciência como a atenção ocorrem em diversos níveis e graus, não são feitas de uma peça só, e influenciam-se uma à outra numa espécie de espiral ascendente." (António Damásio, "O sentimento de si", pag. 115)

Os conceitos de atenção e consciência de que Damásio aqui fala são os conceitos neuro-biológicos. Mas porque não ler aqui algo mais do que aquilo que Damásio tinha a intenção de transmitir?

Podemos ver o amor (e é assim que eu o vejo) como um exercício de vontade que se deve traduzir em actos quotidianos que visem prevenir e minorar o sofrimento dos outros.

Para mim, que aceito o mandamento do amor nestes termos, a maior dificuldade é a falta de atenção.

Praticar o Mal, provocando e maximizando o sofrimento e a infelicidade dos outros, é algo que, enquanto prática gratuita intencional e deliberada, é, felizmente, pouco frequente, e, quando existe, corresponde sobretudo a uma patologia do comportamento de alguém que é profundamente infeliz.

Mas, praticar o Mal por negligência ou omissão é, pelo menos no meu caso, um comportamento que ocorre mais vezes do que aquele que deveria ocorrer.

Julgo que a prática do Mal por negligência ou omissão decorre apenas de uma incapacidade: a incapacidade de atenção. Por vezes a prática do Mal é, simplesmente, falta de atenção, falta de uma atenção sistemática e profunda, que se pratique segundo a segundo e que nos leve a reflectir permanentemente sobre o outro e as suas necessidades, por um lado, e, por outro lado, sobre o modo como a nossa disponibilidade pode ajudar ao máximo a prevenir ou a minorar o sofrimento dos outros.

Por isso me parece que é impossível o amor se não estivermos atentos aos outros. Segundo a segundo.

Timshel (TIMSHEL)

sementes da terra
 
mail
 
 
anteriores
04.2004
05.2004
06.2004
07.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
12.2006
 

 

 
 

terra da alegria. 2004.


 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?